Santuário
Você está em:

Mais perto de seu país: venezuelanos acolhidos na Casa do Migrante assistem jogo no Mineirão

O fim de semana foi mais do que especial para os venezuelanos acolhidos na Casa do Migrante. O grupo de 20 refugiados teve a oportunidade de conhecer o Estádio Mineirão e assistir ao jogo entre as seleções da Venezuela e da Bolívia, válido pela Copa América, no último sábado (22).

A Minas Arena, empresa que administra o estádio, ficou sensibilizada com a história de vida dos refugiados e decidiu presenteá-los com ingressos para a partida. Além das entradas para o jogo, o Mineirão ainda ofereceu uma camisa personalizada da Venezuela para os refugiados.

A experiência dos nossos hermanos no Estádio foi completa. Eles puderam saborear o feijão tropeiro, prato tradicional do Mineirão e vibraram com a vitória por 3 a 1 da equipe venezuelana. Um dos refugiados mais animados era José Romero, que definiu a tarde de sábado em uma palavra: “inesquecível”.

Izabela Lacerda, assistente social que acompanha o dia a dia da Casa do Migrante, ressaltou a importância da iniciativa para o acolhimento dos venezuelanos em Belo Horizonte. “Eles chegam em situação de grande vulnerabilidade e estão tão longe do país natal, que sofre hoje uma das maiores crises. Por isso, é muito especial poder proporcionar esse momento para eles. A gente vê a alegria nos olhos de cada um”.

Para a gerente de relações institucionais do Mineirão, Ludmila Ximenes, “a ideia de proporcionar para os venezuelanos a possibilidade de se sentirem em casa, próximos da seleção, foi imediatamente abraçada por toda a equipe do Estádio”.

 

A Casa do Migrante é uma iniciativa da Providens – Ação Social Arquidiocesana, em parceria com o Vicariato Episcopal para a Ação Social e Política da Arquidiocese de Belo Horizonte, o Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados (SJMR), a ACNUR, a Agência da ONU para Refugiados, a Igreja da Boa Viagem, entre outras instituições, por meio da rede Acolhe Minas.

 

A ação em parceria com o Mineirão foi destaque na mídia. Confira algumas reportagens:

VEJA TAMBÉM